Pedágio Brasil VS Internacional

Se você já pegou as rodovias brasileiras para viajar com seu veículo, certamente precisou incluir os pedágios, nas despesas da viagem.

Saiba que essa cobrança, não é exclusividade do Brasil. Muitos países ao redor do globo possuem sistemas de concessões das rodovias à concessionárias do setor privado.

Cobrando pequenas taxas para a manutenção de serviços prestados aos veículos que transitam pelas estradas.

No entanto, essa cobrança não é realizada da mesma maneira por todos os países.

Quer saber como os “gringos” pagam o pedágio em seus países? Então continue a leitura e saiba mais.

Pagamento do pedágio por quilômetro rodado

No Brasil, as praças de pedágio estão espalhadas pelas rodovias, e independente de você entrar na pista 5km ou 90km antes, deverá pagar uma tarifa fixa.

Já na França, o sistema é totalmente diferente. Pois todas as entradas e saídas das estradas tem seu posto de pedágio.

Isso faz com que se você pague o pedágio proporcional ao tanto de quilômetros rodados.

Esse sistema funciona da seguinte maneira: ao entrar na rodovia, um pequeno ticket é entregue ao motorista, que deve validar e pagar quando o carro for sair da estrada.

Porém, alguns veículos já receberam um chip para pagamento automático, evitando transtornos para carregar os cartões.

Pedágio no Brasil

Sabemos que o Brasil é um dos países que tem os pedágios mais caros do mundo.

Motoristas que viajam nas estradas concentradas em São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, precisam desembolsar ainda mais dinheiro para suas viagens, já que nesses estados, a cobrança é maior.

Existe um valor fixo que deve ser pago a cada pedágio, caso queira prosseguir viagem.

Tal valor é calculado com base num conceito chamado tarifa quilométrica básica.

Que diz quanto as concessionárias podem cobrar, por quilômetro administrado.

Como funciona o pedágio nos Estados Unidos, Espanha e Itália

Nos Estados Unidos, Espanha e Itália, a cobrança do pedágio ocorre de duas formas distintas.

Tanto com um modelo próximo ao Brasileiro, cobrando um valor fixo, independente do quanto o veículo andou.

Quanto seguindo o sistema francês, mencionado anteriormente, com a cobrança com base nos quilômetros rodados.

O que determina qual o sistema de cobrança será utilizado, é a concessão aplicada na rodovia em que o veículo está trafegando.

Países com pedágio anual

Na Suíça, Hungria, Áustria e República Tcheca, não existem praças de pedágio.

No entanto, os condutores que desejarem utilizar as rodovias, deverão pagar uma taxa semelhante ao nosso IPVA , em que a cobrança é feita anualmente.

Após realizar o pagamento, um chip ou adesivo é anexado ao carro, para que este possa ter a liberação de acesso as rodovias.

Quem não tem seu carro regulamentado e mesmo assim viaja pelas estradas, são multados com altos valores.

Países sem pedágio

Já na Alemanha e Finlândia, as estradas são controladas e mantidas por estatais e não existem pedágios.

Embora estejam entre os países com maior carga tributária do mundo, existe uma administração do dinheiro público, de forma muito eficiente.

Fazendo com que o dinheiro para investimento na parte de estradas, seja extraído dos cofres públicos, sem a necessidade dos usuários realizarem o pagamento de pedágios.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *