Impostos para ter um carro antigo de colecionador

Impostos carros antigos

Existem pessoas que gostam de trocar de carro todos os anos, em busca de opções mais modernas, com mais funcionalidades, conforto e praticidade, mas não há quem resista ao charme de um carro antigo.

Justamente por conta da procura é que esses caros tem sido a cada dia mais valorizados, especialmente aqueles modelos que foram mantidos com suas características originais de fábrica e que estão bem conservados.

Porém, seja ele antigo ou moderno, sabemos que para ter um carro Brasil e poder circular com ele de forma legal pelas ruas, é preciso arcar com alguns tributos.

Se você quer saber quais impostos deve pagar por seu carro antigo, e como realizar a compra de um carro antigo de colecionador, continue a leitura no artigo, pois é sobre essas questões que falaremos a seguir.

Tenho um carro antigo, quais impostos devo pagar

Se você já tem um carro antigo ou se pretende comprar um, é importante saber a respeito de quais os tributos devem ser pagos por ele.

Alguns carros antigos, beneficiam-se da isenção do IPVA, que é o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores.

Essa isenção é definida conforme o ano de fabricação do veículo e também varia conforme cada estado brasileiro.

Para saber se seu carro antigo está isento desse imposto é bem simples, basta consultar o site do Detran do estado em que o veículo é licenciado.

Além do IPVA, existe ainda o DPVAT, que é o Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres.

Conhecido simplesmente por Seguro Obrigatório, o DPVAT é um imposto destinado a todos os proprietários de veículo, sem isenção.

Isso significa que esse é um imposto que deve ser pago pelos proprietários de carros antigos.

Há também o licenciamento.

Assim como o DPVAT, deve ser feito todos os anos, independente da idade de seu automóvel.

Normalmente, o pagamento desses impostos deve ser feito no início do ano, sendo que as datas são determinadas pelo Estado.

Para realizar o licenciamento é preciso ter todas as multas e IPVA’s do carro quitados, além de estar com o DPVAT em dia.

O não pagamento desses tributos pode gerar multas, pontos na carteira e até a apreensão do veículo, caso seja pego numa blitz, por exemplo.

Como comprar carros de colecionadores

Alguns colecionadores, comparam a compra de carros antigos com a compra de uma obra de arte.

Isso porque assim como as obras de arte, os carros antigos têm especificidades nos processos de compra e venda que faz com que seu preço aumente e renda lucros significativos aos proprietários.

Existem três formas principais para comprar carros antigos de colecionadores, são elas:

  • Venda direta: Nesse caso, a compra ocorre diretamente com o proprietário, sendo necessário tomar os mesmos cuidados que teria se fosse adquirir um carro seminovo ou usado.

Fazer um test drive, checar a documentação e situação frente ao Detran, ver o histórico de possíveis alterações que o carro sofreu, são partes indispensáveis no processo de compra.

  • Leilões: Frequentar leilões é uma excelente maneira de avaliar o quanto realmente vale a pena ser investido naquele carro.

Em locais como esse, você consegue fazer contatos e muitas vezes conhecer pessoas que estejam vendendo seus carros antigos, que saibam melhor a respeito do assunto e quem sabe até possam te orientar a fazer o melhor negócio.

  • Por importação: Embora a dica para novos colecionadores, seja investir em carros nacionais, devido a sua valorização, a importação de carros antigos tem acontecido com frequência.

Mas é preciso ficar atento e se informar a respeito dos impostos e taxas que incidem sobre a operação.

Consultar vendedores de carros antigos, frequentar leilões, eventos e exposições, visitar sites estrangeiros e ler publicações especializadas, também é uma excelente maneira de conhecer mais a respeito de carros antigos e seus colecionadores.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *